Free Forums. Reliable service with over 8 years of experience.
zIFBoards - Free Forum Hosting
Welcome to Lotr Brasil. We hope you enjoy your visit.


You're currently viewing our forum as a guest. This means you are limited to certain areas of the board and there are some features you can't use. If you join our community, you'll be able to access member-only sections, and use many member-only features such as customizing your profile, sending personal messages, and voting in polls. Registration is simple, fast, and completely free.


Join our community!


If you're already a member please log in to your account to access all of our features:

Name:   Password:


 

 Passo a passo, Pintando uma mini - do início ao fim
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 12 2009, 12:22 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Almarë!

Apesar de eu já vir de um outro campo de pintura e desenho, muito do que eu aprendi sobre pintura de miniaturas foi aqui no fórum - principalmente com o Barone. Então eu estava devendo, já há algum tempo, um tutorial contando as minhas andanças, na perspectiva de contribuir para o fórum. Aqui o vai, pois então.

Eu vou postar todo o processo de preparação e pintura de uma miniatura, do início ao fim. São muitas fotos, e muitas etapas, então pra facilitar eu vou postando por partes. Vou fazer isso devagar, porque é um trabalhão, e isso possibilita ir discutindo as etapas, passo por passo. Vou tentar ser didático, pois a intenção é a de difundir ao máximo o conhecimento.

Praticamente tudo o que eu sei sobre pintar minis está nesse processo. Lembrando que vou registrar aqui as minhas opiniões e preferências. Ninguém é obrigado a discordar - e se tiver uma razão inteligente para discordar, adoraremos a troca de feedback. Essa é a idéia, mesmo.

Aviso aos navegantes: Para um tutorial de pintura, esse tópico tem texto demais para poucas fotos, não? Pois é, fiquei com essa impressão também. A questão é que não dá pra traduzir tudo do processo de pintura em fotos. Para isso, o texto é muito melhor. Tentei escrever tudo bem detalhado e com bastante clareza, na esperança de ser didático. Então, se você está interessado em pintura, acho que vale a pena dar uma lida nesse tópico, devagar e com calma, uma parte de cada vez.

Ok. Vamos lá:

1. Escolha da Miniatura

Não são todas as miniaturas que devem ser pintadas no padrão máximo de qualidade e esforço, na minha opinião. Porque não dá tempo. Então, unidades mais rasas, como soldados, eu não pintaria assim - salvo se for para algum concurso ou mostra. Para esse tipo de miniatura eu uso um processo mais simples, usando mais drybrushes, em uma linha de pintura em que se pinta várias peças (de 10 em 10, no máximo), cada parte por vez. Mas esse não é o nosso foco agora.

Então, eu penso que os heróis, capitães, unidades de elite, conversões, porta-estandartes e outras unidades especiais, que geralmente têm maior papel estratégico no jogo, mereçam uma atenção maior na pintura.

A miniatura que eu escolhi foi o Haldir com armadura, em Helm's Deep. Apesar dos elfos de Lórien não terem participado da batalha de Helm's Deep na história original (o livro de Tolkien), apenas na adaptação para o cinema de Peter Jackson, essa mini é muito legal e muito bem feita.

É importante ter uma idéia clara de como você quer pintar a miniatura, o efeito, o padrão de cores, etc. Eu me baseei numa miniatura que vi num site (provavelmente de algum concurso Golden Demon), há um tempo, que achei muito legal.

Inspiração:
user posted image

Obviamente a minha pintura não vai ficar tão boa assim. Mas com certeza utilizarei menos tempo e materiais bem mais baratos. Tudo bem.


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 12 2009, 12:34 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



2. Materiais

Todo hobbysta que se preza tem que ter seu set de materiais. Não vou entrar em detalhes sobre todas as ferramentas, como lixas, esmeris, estiletes, colas, alicates e tudo o mais - mas ressalto que é importante ter tudo isso à mão. Nesse aspecto, o que eu acho básico é o estilete, uma lima fina (e pequena, pra ter acesso aos locais mais difíceis) e um alicate de corte de arame são o essencial. Particularmente, eu uso um bisturi como estilete. Mas cuidado, hein! Eu já me cortei muito até aprender a não subestimar um instrumento desses.

A respeito dos materiais de pintura, é a mesma velha história: tintas, pincéis e potes de água. Todas as minhas tintas são Decorfix. Pretendo comprar tintas metálicas importadas, mas enquanto eu não faço isso eu me viro bem com as nacionais mesmo. Quanto mais cores você tiver, melhor. Eu acho um saco ficar misturando tintas pra chegar em certos tons, porque a tinta acrílica seca muito rápido. Só faço isso de vez em quando. Lembrem-se de diluir as tintas! Eu as diluo no pote mesmo, acrescentando água. Pra pegar a tinta com o pincel, eu uso a tampa do potinho.

Os pincéis são importantes: têm que ser e boa qualidade. Mas não os mais caros, porque a gente vai moer eles mesmo (principalmente nos drybrushes). O ideal é ter um pincel para áreas grandes, um para áreas pequenas, um para detalhes, um para drybrushes em áreas grandes e um para drybrushes em áreas pequenas. Isso pra pintar as minis; pra pintar cenários é outro papo, não tratado aqui. Se você acha que seu pincel de detalhes está muito grosso, arranque algumas cerdas com uma pinça - funciona; eu costumo fazer isso, aumenta a vida útil do pincel.

Os potes de água também são importantes. Tem que ter um pra tintas comuns e outro pra tintas metálicas, senão as tintas comuns ficam com brilho, porque pegam os fragmentos de alumínio das tintas metálicas - e estraga toda a pintura. Alguns pintores têm pincéis específicos para as tintas metálicas e outros para as comuns. É o ideal fazer isso, mas eu não faço por preguiça. Prefiro limpar bem os pincéis na água. Façam isso agitando os pincéis no pote, mas sem encostá-los no fundo, pra não amassar as cerdas. E sempre troque a água, entre as sessões de pintura ou quando ficar muito suja. E não deixe, em hipótese alguma, água parada nos potes, de um dia pro outro.

Tenha também uma toalha de papel fixa na mesa, pra fazer os drybrushes.


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 12 2009, 12:42 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



3. Preparação da miniatura

Certo, chega de papo. Essa miniatura, especificamente, já estava pintada, então eu tive que remover a tinta com fluido de freio - mas isso já é outra história.

Na preparação da mini, eu removi todas as rebarbas e marcas da moldagem da mini (uma linha que atravessa toda a peça lateralmente), e algumas outras marcas, com o estilete e com a lima. Eu também costumo remover a tira de metal que une os pés da mini, com um alicate - e depois eu limo os pés da mini, certinho.

Nesse caso, observem que na mini original a parte inferior do arco fica grudada na capa. Eu cortei essa parte, separando o arco da capa. Depois, com muito cuidado, eu alinhei o braço que segura o arco para uma posição mais coerente com a posição de tiro. Depois você verão porque eu fiz isso.

Mini preparada pra pintar:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 12 2009, 12:47 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



4. Primer

Como eu cortei aquela tira de metal da base, eu colo a mini num pedaço de madeira, com Superbonder, para poder manuseá-la tranquilamente. Geralmente eu faço o primer com tinta spray. Uso a tinta spray automotiva da Colorgin cor preto fosco (ou branco fosco). Dá uma aderência muito melhor à tinta.

Nesse caso eu quis fazer diferente: utilizar a base preta pra puxar as sombras e deixar e pele e cabelos com uma cor mais viva. Por isso fiz um primer diferenciado para cada área: na maior parte da peça o primer é preto, e nas regiões de pele e cabelo o primer é branco.

Claro, para fazer isso eu precisei aplicar o primer com pincel. Umas três camadas de tinta diluída, pra cobrir todos os recessos.

Mini no primer:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 12 2009, 01:01 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



5. Armadura

Pra pintar uma peça assim é preciso traçar uma estratégia, que facilite a vida. É preciso pensar como uma etapa de pintura interfere na outra. E assim traçar uma ordem de etapas para a pintura.

A armadura é uma parte que aparece em toda a peça. E eu pretendo pintá-la com drybrushes. Portanto ela é a primeira parte a ser pintada, uma vez que o processo de drybrush atinge toda a região ao redor da área alvo. Esse raciocínio se estende a todo o tipo de pintura (não só de miniaturas, inclusive), pra facilitar o processo de execução.

Primeiramente, eu pinto a armadura, a parte que vai ser dourada, de marrom. Lembrando que os nomes das tintas que eu vou mencionar são os nomes da linha Decorfix (se pela GW é Bubonic Brown, Vomit Brown ou Soft-Shit Diarrea Brown, aí eu já não sei).

Base de Marrom:
user posted image

Depois eu faço um drybrush de marrom claro na armadura. Eu fiz uma baita duma salada pra pintar essa armadura. O truque é ir utilizando o grau de opacidade das tintas, pra ressaltar as partes altas e compor a tonalidade que você quer.

Drybrush de marrom claro:
user posted image

Aí eu entro com os tons metálicos. Primeiro um drybrush generoso de bronze.

Drybrush de bronze:
user posted image

Depois um dry de prata.

Drybrush de prata:
user posted image

Depois um dry de ouro:

Drybrush de ouro:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 12 2009, 01:08 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Agora vamos utilizar washes de marrom. Precisei usar dois deles, bem pesados, pra chegar onde queria.

1o wash de marrom:
user posted image

2o wash de marrom:
user posted image

Aí eu páro um pouco com a armadura dourada e sigo com a cota de malha da saia. Primeiro e pinto tudo de preto.

Base preta da cota de malha:
user posted image

Em seguida um drybrush de prata, pra definir bem a cota de malha:

Dry de prata:
user posted image

O lance dessa cota de malha requer certa atenção. Ela tem um efeito de degradè, misturando tons metálicos. Então, eu fiz o seguinte: fiz um drybrush de ouro no meio, depois vim com um dry de bronze no topo e depois reforcei o dry de prata na borda.

Dry de ouro no meio:
user posted image

Dry de bronz no topo de reforço no prata embaixo:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 12 2009, 01:19 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Aí eu fiz um dry de prata geral na armadura, pra ressaltar as bordas.

Dry geral de prata:
user posted image

E depois então um dry geral de dourado.

Dry geral de ouro:
user posted image

Pra destacar ainda mais, eu pintei algumas bordas de branco, tentando dar uma direcionada na iluminação, e reforcei mais as tonalidades de bronze, ouro e prata da saia de cota de malha.

Traços de branco na armadura:
user posted image

Então depois eu fiz um último dry de ouro, pra fechar a armadura. Depois pintei as áreas que eu tinha atingido com as tintas metálicas de preto, pra voltar ao primer.

Dry de ouro e correções em preto:
user posted image

A armadura está pronta. Essa técnica é trabalhosa, mas é legal porque dá um tom mais avermelhado de dourado, semelhante ao ouro vermelho que é tipico da joalheria portuguesa, e ao mesmo tempo dá um tom mais envelhecido à armadura. Eu usei mais ou menos a mesma técnica pra pintar a armadura do Leônidas que eu fiz - que já foi postado aqui, um tempo atrás.

Leônidas:
user posted image

Esse é apenas o início da pintura. Reparem que eu prefiro cobrir as áreas maiores primeiro. Isso é bastante motivador - dá uma impressão que a mini está ficando pronta rapidamente. Ledo engano.

Próximo passo: a capa!

Até lá.
cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Felipe
Posted: Oct 15 2009, 10:28 PM


Eru Illuvatar


Group: Admin
Posts: 2.498
Member No.: 13
Joined: 15-April 05



Muito bom o seu artigo Fernando, espero muito pelo tutorial da capa!

Parabéns!


--------------------
Robin Hood, rouba dos ricos e dá aos pobres. Além de ladrão é viado.
Top
Bowenmcgregor
Posted: Oct 16 2009, 11:06 AM


Maiar


Group: Members
Posts: 494
Member No.: 350
Joined: 8-July 08



Faço das palavras do Felipe as minhas, meu maior problema ainda é fazer transições suaves em capas ou tecidos. Aliás, sessões de pintura ou jogo em Maringá é luxo né? hahaha
Top
igorlotr
Posted: Oct 16 2009, 09:28 PM


Elfo Cinzento


Group: Members
Posts: 174
Member No.: 427
Joined: 7-September 09



Muito legal mesmo
Qual marca de tintas você usou (ficou meio confuso de intender quando você explicou no começo)?

Parabéns
Top
Bowenmcgregor
Posted: Oct 19 2009, 04:50 PM


Maiar


Group: Members
Posts: 494
Member No.: 350
Joined: 8-July 08



QUOTE (igorlotr @ Oct 16 2009, 09:28 PM)
Muito legal mesmo
Qual marca de tintas você usou (ficou meio confuso de intender quando você explicou no começo)?

Parabéns

Tintas Decorfix.
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 19 2009, 05:10 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



QUOTE
Aliás, sessões de pintura ou jogo em Maringá é luxo né? hahaha


Cara, com isso eu fico de cara também.

Por muito tempo eu reclamei que não tinha nenhum outro hobbysta de SdA em Maringá. E agora tem, e sou eu que não tenho tempo pro hobby?

Exatamente - infelizmente. O que acontece é que eu me formei e estou fazendo uma pós-graduação, que me faz viajar pra Londrina todo santo final de semana, ocupando minha sexta e sábado todos, com os domingos pra dissecar os cálculos intrincados das estruturas.

Tarefa nada fácil. Mas que um dia acaba. Terei aulas até o meio de janeiro, depois é monografia (mais uma) e eu não tenho mais que viajar. Aí a gente vai agitar alguma coisa, na boa.

Enquanto isso eu mexo em alguma coisa, quando sobra uns dez minutos, pra relaxar entre um stress e outro. Nisso eu estou pintando umas duas minis, fazendo esse tutorial, preparando o diorama pro concurso...

Logo logo eu posto a capa!
cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Bowenmcgregor
Posted: Oct 20 2009, 03:14 PM


Maiar


Group: Members
Posts: 494
Member No.: 350
Joined: 8-July 08



Hehehe sem problemas, é complicado mesmo!
Por favor, posta logo o tutorial!!! Estou pintando uma miniatura onde esta dica ajudará muito!
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 21 2009, 08:27 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



6. Capa

A capa, juntamente com a armadura, representam partes extremamentes importantes nessa miniatura, porque ocupam a maior parte da superfície da peça. A outra parte importantíssima é o rosto, do qual trataremos mais adiante.

Bom primeiro eu pinto toda a capa de preto, para cobrir partes que pegaram tinta metálica da armarua. Isso é muito importante, porque eu pretendo usar o preto para dar sombra às dobras da capa.

Base de preto:
user posted image

O lance todo se baseia em manjar a opacidade das tintas. Isso merece uma explicação melhor:

Nota:O que é o grau de opacidade de uma tinta? É o quanto de luz que uma camada dessa tinta deixa passar. Ou seja: se você pinta uma camada de verde sobre uma base de preto e o verde resultante (depois de secar, claro) é um tom de verde mais escuro; e se você pinta uma camada desse mesmo verde sobre uma base de branco e o verde resultante é um tom mais claro; essa tinta verde é pouco opaca. Ou um pouco translúcida (que é o antônimo de opaco). Quanto mais opaco, menos luz a camada de tinta deixa passar, e menos camadas de tinta você precisa para uma cobertura completa.

Vejam que isso significa dizer que uma tinta mais opaca tem uma concentração maior de pigmento (ou seja, é mais "fechada"). As tintas acrílicas não são muito opacas, geralmente. E, como se usa diluir a tinta para uma melhor textura, as camadas ficam ainda mais translúcidas. Isso é uma característica do tipo da tinta (acrílica no caso, ou seja: à base d'água). Quem já pintou com outras tintas, por exemplo um esmalte Enamel, que é bem mais opaco (utilizado em aeromodelismo), sabe do que estou falando. O grau de opacidade é algo bastante subjetivo (não existem escalas numéricas para se medir isso nessas tintas), e depende da qualidade da tinta (que é diferente para cada fabricante) e da diluição, claro.

Isso pode ser ora bom e ora ruim. Pra pintar uma camada de branco sobre uma base mais escura é um saco, são necessárias muitas camadas - porque o branco é muito pouco opaco - enquanto pintar preto sobre uma base branca praticamente não requer uma segunda camada. Por isso que em uma peça predominantemente clara é interessante usar um primer branco (ou cinza claro) e não preto. Mas nem sempre isso é possível; existem também áreas de branco pra se pintar em peças predominantemente escuras. Vejam que nessa miniatura do Haldir eu usei branco nas áreas de pele e primer preto no resto.

Mas esse fenômeno da opacidade nas tintas acrílicas é muito interessante, se a gente souber usar isso direito - permite criar efeitos muito legais. Os washes funcionam sob este mesmo princípio. O lance é combinar tons sobre outros tons para se chegar a um resultado único. Aqui nesse miniatura esse efeito será mais explorado na capa e no rosto.


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 21 2009, 08:30 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Mas voltando à capa:

Primeiro eu pinto uma camada de Vinho (Decorfix) sobre toda a capa.

Camada de Vinho:
user posted image

Quando essa camada (estou usando tinta diluída) seca, dá pra ver o tal do efeito da opacidade. O tom de vermelho vinho resultante é mais escuro do que o tom de vinho original da tinta. Isso ocorre porque a tinta Vinho da Decorfix é pouco opaca. Mas é exatamente isso o que eu quero, pois vou usar esse efeito a meu favor.

Como? Na próxima camada de vinho, eu não vou pintar toda a área da capa novamente. Vou só aplicar highlights, com a mesma tinta vermelho vinho.

Highlights de vinho:
user posted image

Pra quem não se lembra, Highlight é a técnica de pintura na qual você aplica camadas de tons mais claros da mesma cor da base, apenas nas áreas mais elevadas da região que você está pintando. Você faz isso progressivamente, cada vez com tons mais claros e cobrindo cada vez áreas menores, para chegar a um efeito de profundidade muito legal.

Aqui eu fiz os tals highlights nas partes mais altas das dobras da capa. Infelizmente, na foto não dá pra ver direito.

Depois eu faço a mesma coisa com outro tom de vermelho, mais claro que o Vinho, chamado de Púrpura na linha Decorfix (púrpura, originalmente, é vermelho, e não roxo). Essa cor é muito bacana, é um vermelho bem vivo, tipo uma cor de sangue arterial (que é diferente do sangue venoso, que tem menos oxigênio, sendo portanto mais escuro).

Highlight de Púrpura:
user posted image

Aqui tem uma malandragem. Próximo post eu explico.


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 21 2009, 08:57 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



A malandragem à qual me refiro é na verdade um acréscimo à técnica do Highlight. Pensemos: se eu estou fazendo um highlight, pintando camada sobre camada, a 2a quando a 1a já está seca e assim por diante, vai ficar marcado a divisa entre os tons, não vai? Vai.

Mas e seu eu aplicar a tinta e, logo em seguida, pegar um pincel limpo, só com água, e "desmanchar" essa divisa, a transição de tons não vai ficar mais homogênea, deixando a coisa toda muito mais legal? Vai. Essa é a idéia da técnica.

Esse "desmanchar a divisa dos highlights" consiste na própria ténica. Os termos originais, em inglês, são Feathering, que significa aplicar um número enorme de camadas de highlights; e Wet-blending (literalmente: "mistura úmida"), que é especificamente o lance de suavizar as passagens de tons com um pincel com água.

O que eu faço não é nenhum dos dois. Tanto quanto fazer um Feathering quanto um Wet-blending como manda a cartilha, como vocês devem ter percebido, implica em aplicar um enorme número de camadas de tinta bem diluída. Isso é o correto. É o que os pintores profissionais e ganhadores de Golden Demons fazem, e fica animal. Mas exige uma paciência e tempo que eu não tenho.

Portanto, pensei no seguinte: Bom, quando eu aplico a 2a camada, a 1a já está seca. Ok, isso não pode mudar. Mas a 2a camada demora um pouco pra secar, dá pra trabalhar um pouco nela antes que seque. Trocar o pincel com tinta por um outro limpo só com água ou limpar o mesmo pincel pra fazer o Wet-blending demora um tempo, e eu não tenho saco pra isso.

Então, eu pego uma porção de tinta no pincel e meto-o na água do pote. A tinta no pincel fica com mais água, e quando eu aplicar o highlight, isso me permite fazê-lo de uma maneira que a transição entre as camadas já fique homgênea, logo na aplicação do highlight. Eu nunca vi essa técnica em lugar nenhum; ela nasceu do meu senso de praticidade e pressa. Mas com certeza alguém já deve ter pensado (e utilizado) nisso antes do que eu. Então a técnica não tem nome.

E é lógico que isso demora um pouco pra pegar o jeito. O lance é pegar um pouquinho só de tinta e relar levemente na água, deixando a tensão de superfície da água fazer o trabalho. E cada tinta tem uma consistente diferente. Ou seja: é mais rápico e fica legal, mas demanda uma certa prática. Nada impossível, entretanto. As técnicas dos profissionais são muito mais complexas do que isso. A foto a seguir mostra eu encostando leve e cuidadosamente o pincel na superfície da água. Reparem na pequena quantidade de tinta no pincel.

"Técnica da Wet-gambiarra":
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 21 2009, 09:10 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



E assim a pintura da capa segue. Eu uso essa "técnica" pra pintar qualquer área que eu queira dar um efeito mais suave: geralmente rostos e roupas de tecido bem maleável. Fica legal.

Em seguida eu aplico highlights "úmidos" com o Vermelho da Decorfix.

Highlights de vermelho:
user posted image

Reparem que, a cada highlight, a camada coberta pela tinta mais clare tem que ser menor, pra dar a impressão de iluminação. Se não houver cuidado, a tinta mais clara cobre a mais escura, e o efeito se perde.

Por fim, eu faço um highlight de Laranja, na tentativa de pôr uma iluminação bacana na capa. Esse último highlight é bem delicado, em pequenos traços e com tinta bem diluída - eventualmente, duas ou até três camadas. Eu também concentrei o laranja mais na barra da capa, pra dar uma idéia de desgaste, com o desbotamento da cor original da capa nessa região que fica balançando e raspando no chão.

Highlights de laranja:
user posted image

E esse é o resultado final da capa. Se achar que falta luz, ilumine com mais um higlight bem localizado de laranja. Se achar que faltou sombra em algum lugar, tente um Wash de preto. Na foto a seguir eu mudei o ângulo da imagem, pra permitir observar o efeito de iluminação que os highlights de laranja dão.

Resultado final:
user posted image

Foi essa mesma técnica que eu usei pra pintar a capa vermelha do Rei Leônidas. A diferença é que ficou melhor no Haldir. Isso porque eu pratiquei mais esse lance entre pintar o Leônidas e o Haldir; e a qualidade do sculpt da capa do Haldir é imensamente superior à da capa do Leônidas, que fui eu que fiz, com Durepoxi.

Bem, as duas principais etapas da pintura já foram. A seguir, continuaremos com o resto das roupas e as outras etapas da pintura da mini.

E, qualquer pergunta ou crítica de tiverem, não hesitem em postá-las aqui. Estamos aqui pra isso mesmo.

cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Bowenmcgregor
Posted: Oct 21 2009, 10:48 PM


Maiar


Group: Members
Posts: 494
Member No.: 350
Joined: 8-July 08



Boa Fernando!!! Você matou bem o problema que tenho com as camadas da miniatura que estou pintando: do verde escuro, para o verde "médio" fica um degrau muito feio, vou usar o lance de molhar a tinta depois de aplicada!
Top
Elderic
Posted: Oct 22 2009, 11:57 AM


Elfo Noldor


Group: Members
Posts: 263
Member No.: 218
Joined: 29-April 07



..... cara você manja mesmo do assunto, Meus Parabéns.

Esse passo a passo da capa vai me ajudar muito, já faz um tempo que eu desisti de pintar em vermelho por não conseguir um bom resultado.

Valeu


--------------------
"A vida é limitada, mas seu nome e sua honra duram para sempre."
Top
Bowenmcgregor
Posted: Oct 22 2009, 08:23 PM


Maiar


Group: Members
Posts: 494
Member No.: 350
Joined: 8-July 08



Fernando, um feedback meu:
Ontem apliquei a técnica da wet-gambi, porém no verde não rolou, continuo com um degrau muito grande entre o verde escuro para o verde claro com algumas manchas de tinta bem diluida...

Na parte de vermelho, do meu vermelho escuro para o vermelho médio a transição tem sido bem lenta, já coloquei algumas camadas diluidas, está dando um resultado melhor que o verde, mas a pintura está parecendo em alguns pontos meio "glossy".
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 26 2009, 05:19 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Certo, Bowen, vamos tentar entender o que pode estar acontecendo com a sua capa verde:

1. A técnica exige um certo treino. Nas primeiras vezes que eu fiz, também não deu certo.

2. O lance é usar bem pouca tinta mesmo. E um pincel menor, naturalmente - uma numeração menor do que o pincel utilizado para fazer a camada de base.

3. Qual a primeira base que você usou, preto? Se você está aplicando um verde partindo de uma base branca, o resultado pode ser diferente.

4. Às vezes esse efeito "glossy" aparece mesmo. Mas isso pode ser apenas um acúmulo de água - ou seja, excesso de água.

5. Detalhe interessante: esse lance de partir de uma base de preto pra fazer as capas nessa "técnica" funciona para várias cores, entre elas o vermelho, verde e azul.

Espero que ajude.
cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Bowenmcgregor
Posted: Oct 26 2009, 09:01 PM


Maiar


Group: Members
Posts: 494
Member No.: 350
Joined: 8-July 08



Fala Fernando!! então meu velho, consegui melhorar um pouco o lado "verde" do tabard, preciso realmente tirar as fotos para exemplificar. O Verde pintei sobre preto, para ficar uma transição melhor.

O resultado da técnica do lado vermelho ficou muito bom, claro levando em consideração minhas limitações. Poste mais partes do tutorial!
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 27 2009, 07:17 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Bowen, eu até tenho uma miniatura com capa verde que pintei seguindo o mesmo esquema, mas não posso postar fotos dela, pois ela irá compor o meu diorama do concurso...

Mas vamos ao que interessa:

7. Roupas

Aqui, por "roupas", entenda-se as partes de pano que ficam sob a cota de malha (tipo uma "saia"), as partes que envolvem as axilas do elfo e as roupas que cobrem seus braços.

Primeiramente, eu pinto as roupas que cobrem os braços. Faço uma base de preto e depois sigo a mesma técnica do "wet-highlight", descrita anteriormente, para aplicar highlights de cinza escuro, cinza e cinza claro. Essa região da mini, em particular, não tem um sculpt lá muito detalhado, então eu fiz umas dobras de tecido meio que no free-hand, ou seja, na raça mesmo. Acho que ficou razoável.

Eu não vou dar muita atenção a essa etapa, pois nem aparece muito na peça. Então não haverão muitas fotos sobre isso. Vejam na foto a seguir as regiões da roupa preta nos braços - na foto anterior aparece o outro braço já pintado. Nessa mesma foto anterior, também dá pra ver que eu pintei a base da aljava igual às roupas pretas. Notem também que eu pintei de preto onde serão as luvas.

Sobre a "saia", notem a base de preto.

Base de preto, roupas e luvas:
user posted image

Em seguida, eu faço o mesmo processo: base de Azul Ultramar (Decorfix), depois um highlight do mesmo Azul Ultramar:

Highlight de azul ultramar sobre base de azul ultramar:
user posted image

O processo segue igualzinho para o vermelho, apenas utilizando os tons de azul, do mais escuro para o mais claro.

Highlight de Azul Cerúleo:
user posted image

Nota: nesses pontos eu já estou usando o pincel de detalhes (o que apareceu algumas fotos atrás) para fazer esses highlights.

Highlight de Azul Celeste:
user posted image

Ah, nessa última foto dá pra ver que eu pintei a faixa da cintura do Haldir. Eu deduzo que essa parte seja de couro, e quis dar um tom de couro avermelhado. Então fizo o seguinte: pintei uma base de Dark Chocolate (é esse mesmo o nome bizarro do marrom escuro da Decorfix), fiz highlights de Marrom, depois Highlights de Vinho e por último highlights de Púrpura.

E notem que eu também dei uma reforçada no dourado da armadura, com mais highlights (esses sem misturar com água, só a tinta mesmo).


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 27 2009, 07:44 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Agora o bicho pega! Chegou a hora de pintar a...

8. Pele

A pele das minis é o que eu acho mais difícil e trabalhoso de pintar. Porque tem que parecer realista, e o rosto especialmente é uma área muito pequena para se trabalhar. Mas vamos lá.

Para os tons de pele eu tento explorar ao máximo o lance da opacidade das tintas, sobrepondo tons para chegar à cor que eu quero; e também acredito que esse seja o limite da minha técnica de "wet-highlight" - pronto, está batizada.

Elfos geralmente têm a pele alva, ou seja, são branquelos. Mas eu quis fazer um tom mais vivo, tipo de um experiente comandante que é Haldir, acostumado aos combates sob o sol e aos rigores dos ermos. E ele está em plena batalha, de armadura, então espera-se que nessa hora o sangue ferva, e a pela fique mais viva mesmo.

Para isso, primeiro eu pinto uma base de Marrom nas regiões de pele. Fica um elfo negão.

Base de Marrom:
user posted image

Eu fui fazendo o arco meio que junto com a pele. Não vou tratar do arco em um item separado, mas dá pra ir acompanhando junto. Notem que aqui eu pintei uma base de Dark Chocolate no arco (porque simplesmente não chamaram a tinta de "Marrom Escuro"?). Pintei também as correias, com a mesma cor.

Em seguida, já se começa a trabalhar com os wet-highlights. Primeiro com o Marrom Claro.

Highlight de Marrom Claro:
user posted image

Quase não dá pra ver o highlight de Marrom Claro. Mas é assim mesmo. Entretanto, nessa foto dá pra ver mais coisas.

Infelizmente eu não tirei muitas fotos nesse processo, porque as tintas secam muito rápido, e eu gosto de trabalhar com elas ainda úmidas (dá pra dar umas ajeitadas, manja?). O que fiz aqui foi que pintei as botas e avancei no arco.

As botas eu fiz assim: base de Dark Chocolate, e depois wet-highlights de Marrom, Marrom Claro e por último Marrom Dourado, para dar aquela iluminação legal. Quando se pinta couro, dá pra deixar as nuances entre os tons de marrom mais marcadas, sem "emendá-las" muito uma à outra. Isso dá uma impressão do brilho do couro. Só que, com o Marrom Dourado, é preciso escolher bem onde fazer o highlight, senão a região fica muito carregada e não fica legal. Tem que seguir o ângulo de iluminação geral da peça.

Aliás, eu faço todas as partes de couro dessa mini assim, com essa seqüência. Então, eu não vou nem descrever as outras partes de couro, como correias e amarras, porque pintei da mesmíssima maneira.

Agora, o arco eu fui fazendo em free-hand mesmo. Pra quem não se lembra, a técnica do free-hand (literalmente, "à mão livre") consiste em pintar algo que não exista no sculpt da mini, seja um motivo decorativo na roupa ou algum item. Serve também para corrigir defeitos de moldagem da miniatura (especialmente nas famosas PAM's).

Tentei fazer os veios da madeira no arco, com sucessivos (e vários) wet-highlights de Marrom, Marrom Claro, Marrom Dourado e Mushrrom (uma cor meio Cáqui da Decorfiz, muito útil). E é só isso o arco: consiste em um monte de highlights com essas cores, até que cheguei num ponto que achei satisfatório. Foi a primeira vez que tentei fazer esse efeito, então foi meio que um teste.

Mas, voltando à pele:
Agora eu começo a fazer wet-highlights com a cor Pêssego, que é um tom que faz muito bem as vezes de tom de pele branca (caucasiana), e que combina muito bem com tons de marrom ou amarelo claro para fazer outros tons de pele. Essa cor é bem translúcida, então geralmente requer algumas camadas. Primeiro eu marco as principais linhas de expressão com essa cor, bem diluída e com bastante água na ponta do pincel.

Highlight de Pêssego:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Oct 27 2009, 07:51 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Em seguida, mais um wet-highlight de Pêssego (se eu não me engano, na foto a seguir se passaram dois wet-highlights de Pêssego).

Highlight de Pêssego:
user posted image

Depois eu entro com uma cor muito legal, que também uso muito, chamada Marfim. Ela dá um brilho alvo para as partes mais salientes da pele. Faço agora um wet-highlight de Marfim nos pontos e linhas em que quero dar iluminação e expressão.

Nessas fotos dá pra ver as flechas da aljava sendo pintadas. Mas não dêem atenção a elas agora, pois irei falar delas mais adiante.

Highlight de Marfim:
user posted image

Por fim, eu também faço um wet-highlight com tinta branca, bem diluída e com muita água no pincel, pra dar um brilho bem localizado, apenas em alguns pontos, pra fazer a iluminação do rosto, como por exemplo a ponta do nariz.

Bom, por hoje é só. Na próxima leva, vou abordar a pintura dos cabelos e dos olhos de Haldir.

Valeu
cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Elderic
Posted: Oct 28 2009, 03:28 PM


Elfo Noldor


Group: Members
Posts: 263
Member No.: 218
Joined: 29-April 07



Grande Fernando, sempre arrasando.

Tenho aqui um esquema para obter um bom efeito de couro, poderia postar umas fotos mas estou sem camera.


Primeira camada
Snakebite Leather --> 2 Amarelo + 1 Azul + 1 Vermelho + 1 Branco

A segunda camada é uma mistura de: 1 parte de Tinta marrom, 1 parte se tinta preta, 1 parte de cola PVA e 3 partes de água.

O efeito final fica supimpa wink.gif


--------------------
"A vida é limitada, mas seu nome e sua honra duram para sempre."
Top
Spectro
Posted: Oct 29 2009, 04:51 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.243
Member No.: 112
Joined: 25-May 06



Não que voce esteja errado, mas nunca vi misturar tinta com cola....
Da um efeito diferente?
Top
Elderic
Posted: Oct 30 2009, 11:20 AM


Elfo Noldor


Group: Members
Posts: 263
Member No.: 218
Joined: 29-April 07



Tá aí uma imagem vale mais que mil palavras

user posted image


--------------------
"A vida é limitada, mas seu nome e sua honra duram para sempre."
Top
Spectro
Posted: Oct 31 2009, 05:36 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.243
Member No.: 112
Joined: 25-May 06



Nossa, essa é nova para mim.
Vo tentar fazer isso em uma mini teste! Caso de certo vo pintar assim.
Vlw.
Top
igorlotr
Posted: Nov 3 2009, 08:28 PM


Elfo Cinzento


Group: Members
Posts: 174
Member No.: 427
Joined: 7-September 09



puts.....q tutorial
muito legal, vai ajudar bastante
Top
Bowenmcgregor
Posted: Nov 4 2009, 08:20 AM


Maiar


Group: Members
Posts: 494
Member No.: 350
Joined: 8-July 08



Spectro, utilizar a cola de pva em alguns casos é comum, ela retarda o processo de secagem da tinta.

Fernando, continue o tutorial!!! heheeheh
Top
Glauxus
Posted: Nov 4 2009, 06:38 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.619
Member No.: 14
Joined: 15-April 05



Fantástico Fernando!!!!!!
Top
Lord Andrew
Posted: Nov 5 2009, 12:18 PM


Valar


Group: Members
Posts: 736
Member No.: 307
Joined: 26-February 08



QUOTE (Bowenmcgregor @ Nov 4 2009, 08:20 AM)
Spectro, utilizar a cola de pva em alguns casos é comum, ela retarda o processo de secagem da tinta.
uai, mas qual seria o interesse em 'retardar a secagem' ?? já q a gente quer que seque logo pra continuar com as outras partes...


--------------------
A ocasião faz a necessidade ... e a necessidade faz o cidadão !!
HirstArts Molds #40, #45, #65, #201, #210, #240
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Nov 5 2009, 04:37 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Então, eu pessoalmente nunca utilizei cola PVA junto com a tinta, mas penso que ela serve para duas coisas:

1 - Dar um certo brilho à cor, dando uma impressão do brilho do couro natural. Por isso a mistura é sugerida para se pintar partes em couro.

2 - Retardar a secagem da tinta. Isso é interessante quando se quer trabalhar a camada de tinta um pouco mais, fazer algum tipo de blending.

cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Nov 10 2009, 07:37 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



9. Cabelos

Ok: dando continuidade ao passo-a-passo, chega a hora de pintar os cabelos - e as sobrancelhas também, naturalmente.

Pintar cabelos, vou logo avisando, é bem chato - pelo menos eu acho. Isso porque, quando se quer obter um padrão legal de pintura (e não o usual tabletop), pintar os cabelos com drybrush não fica bom. Tem que ser na base do highlight.

Mas isso então significa pintar os cabelos fio por fio? Isso mesmo.
Bom, não exatamente fio por fio, porque o sculpt da mini não é fio por fio mas sim, por assim dizer "mecha" por "mecha". Então, vamos lá:

O cabelo do cidadão (de Lórien, no caso) é loiro, então a primeira coisa que faço é pintar uma base de Mushroom (lembrem-se que eu estou usando a paleta da Decorfix). Atenção às sobrancelhas: o arqueamento das pestanas é o que dá a expressão de agressividade ao rosto de Haldir.

Base de Mushroom:
user posted image

Aí depois eu já começo com os highlights. Wet-highlights, usando o nome recém cunhado, pra ser mais preciso. O primeiro é com a cor Amarelo Ouro. Esse é um amarelo bem berrante, dificilmente usado como cor principal, mas que funciona muito bem como base ou camadas intermediárias, especialmente para pintar cabelos loiros.

Highlight de Amarelo Ouro:
user posted image

Em seguida, um highlight com Amarelo Palha, no mesmo esquema, mecha por mecha. Pra fazer tons de cabelo loiro mais claro (como suponho que seria o de Éowin, por exemplo, eu partiria desse Amarelo Palha como camada de base, ao invés do Mushroom). Notem que pra fazer esses highlights é preciso utilizar o pincel mais fino, e não é fácil fazer esses traços sem errar. Outra coisa muito importante é que os highlights devem cobrir cada vez uma área menor, para dar o efeito. E, em casos assim, é meio complicado - difícil, mas não impossível.

Highlight de Amarelo Palha:
user posted image

Em seguida, mais um highlight, dessa vez com a cor Marfim (que nada mais é do que um amarelo bastante claro). Esse highlight deve ser bem mais localizado, só nos pontos mais altos mesmo. Na verdade, é o que deve dar a iluminação de todo o cabelo (que deve ser coerente com o ângulo de iluminação do resto da peça), apicado portanto em pontos estratégicos.

Highlight de Amarelo Palha:
user posted image

E o cabelo está pronto. Talvez você possa achar necessário iluminar mais algum ponto aqui e ali. Isso é feito com um highlight bem localizado e pequeno, feito com tinta branca bastante diluída. Vendo a foto anterior, eu devo ter aplicado esse último highlight de branco em um ponto ou outro do cabelo.

A seguir, uma parte determinante na vida de qualquer pintor de minis: os olhos!

cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Madia
Posted: Nov 10 2009, 10:28 PM


Elfo Vanyar


Group: Members
Posts: 427
Member No.: 208
Joined: 2-April 07



cara... sem palavras... MUITO BOM!!!!

Eu pinto bem parecido com seu tutorial... agora vai ser a parte que eu tenho mais dificuldade... os olhos biggrin.gif

Aguardo ansioso!


--------------------
...quanto mais eu envelheço, mais eu quero ser um hobbit...
Top
igorlotr
Posted: Nov 11 2009, 01:27 PM


Elfo Cinzento


Group: Members
Posts: 174
Member No.: 427
Joined: 7-September 09



pintar os olhos é a parte que me interessa! tenh dificuldades de conseguir deixar claro os detalhes da pupila etc..
Geralmente esses detalhes pequenos são os mais demorados....Qndo pintei o Lurtz msm, fiquei muito tempo pintando e corrigindo o rosto pra conseguir fazer akela mão branca de sarumam do jeito q eu queria q ficasse.

Aguardo ansioso
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Nov 11 2009, 06:37 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Então, no mesmo momento em que postei o item anterior, sobre os cabelos, já tinha escrito o dos olhos, mas aí aquela queda de energia de ontem fez meu estabilizador disparar, e a conexão caiu. Aí deu preguiça de escrever tudo de novo. Mas vou fazer isso logo, senão eu esqueço o que escrevi ontem...

10. Olhos

Tenho a satisfaçao de dizer que já recebi muitos elogios pelos olhos que pinto nas minhas minis. E já me questionaram muito sobre como os faço, e já respondi muitas vezes também. Mas essa é a primeira vez que tiro fotos do processo. Lembrando que há muitas maneiras (eficientes) de se pintar olhos. Essa é apenas a que eu utilizo mais usualmente.

Pintar os olhos não é complicado; são apenas três camadas de tinta. Só que é difícil, porque trata-se de uma área minúscula a ser pintada. Mas a chave pra resolver isso envolve duas coisas: pincel e apoio. A do pincel é óbvia, porque você precisa de um pincel bem fino para pintar um detalhe fino. Se o seu pincel não for fino o suficiente, arranque algumas cerdas com uma pinça, sem no entanto danificá-lo.

A questão do apoio também é elementar. Ninguém pinta algo tão pequeno como uma miniatura de 25mm sem estar com as mãos bem apoiadas. E isso também é uma questão muito particular de cada pintor. O ideal é que cada um ache um jeito de se apoiar adequadamente, da maneira que achar mais confortável. Tem gente que deixa a mini deitada em uma superfície, e a usa para apoiar as mãos; tem gente que prende a peça em um suporte (técnica muito comum em aeromodelismo), e por aí vai. Vou expor a minha maneira, em particular:

Eu geralmente pinto acomodado num canto do sofá, então eu estou confortavelmente sentado, e com uma iluminação muito boa. Como sou destro, meu braço esquerdo segura a miniatura (pelo suporte de madeira, na qual a peça está colada), e se mantém junto ao meu corpo, o que dá muita firmeza. O braço direito geralmente fica apoiado no braço do sofá (pelo cotovelo). Mas aí tem o lance de apoiar as mãos, o que é o principal. Como minha mão esquerda está bem firme, eu simplesmente apóio a mão direita na mão esquerda - o que provavelmente é o que todo mundo faz, intuitivamente. Quando preciso de maior distância para trabalhar com o pincel (como em um highlight do cabelo), estico o dedo mínimo e o uso como apoio para toda a mão direita. Infelizmente, não me ocorre de ter uma foto que demonstre essa posição de mãos. Mas é muito simples.

Aliás, aqui cabe um comentário: A postura na hora de pintar é muito importante. Você deve estar confortável, afinal de contas esse é um hobby: deve te trazer prazer. Ficar muito tempo sentado com as costas arqueadas vai te trazer muito incômodo (pergunte a um tatuador), e faz sua concentração ir diminuindo. Conseqüentemente, junto com a concentração a qualidade da sua pintura vai diminuindo também. E depois você fica com uma impressão ruim da sua última sessão de pintura - de incômodo, de dor. Então você vai pensar dez vezes antes de pintar de novo - vai perder o prazer. Muito cuidado com isso. E o mesmo vale para as condições de iluminação.

Resolvidas essas questões, vamos ao que interessa. Primeiramente, eu pinto uma camada de Dark Chocolate (nome escroto da Decorfix para Marrom Escuro) na região dos olhos. A intenção não pintar o globo ocular exato, mas sim uma porção um pouco maior. Isso irá proporcionar o efeito de sombra.

Base de Dark Chocolate:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Nov 11 2009, 06:56 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Em seguida vem o globo ocular em si - a parte branca. Com tinta branca diluída, e um pincel bem fino, eu pinto o globo ocular. Aqui eu tomo bastante cuidado, pra deixar os globos iguais, simétricos e com um tamanho coerente com a figura que eu estou pintando. O lance é deixar o contorno ("entorno" seria a palavra mais adequada) de marrom da camada de base, que é o que dará todo o efeito de profundidade desejado.

Camada de Branco:
user posted image

Agora vem a parte mais difícil: as pupilas. Nem preciso dizer que pintar as pupilas é chato, difícil, raramente fica bom de primeira e que tentar acertar essa parte pode ser muito frustrante e irritante. Nesse Haldir mesmo, os olhos não sairam legal de primeira. Especialmente se você estiver agitado quando for pintar. Eu ia fazer um comentário mais filosófico sobre isso, mas esse não é o lugar nem o momento adequados. O certo é que nunca é uma boa idéia praticar algum hobby seu estressado - só dá cagada. Tem que se acalmar antes.

Para pintar os olhos, eu faço assim: pego o pincel mais fino e engomado que tenho (do qual já removi quase metade das cerdas), e pego uma porção minúscula de tinta diluída bem na ponta do pincel. De forma que na pontinha do pincel fique uma bolha de tinta bem redondinha, que quando eu o encosto levemente no olho, forme a pupila bem arredondada. Pode ser necessário repetir esse procedimento uma ou duas vezes para a pupila ficar legal. Nesse caso, usei tinta preta para as pupilas.

Pupilas em Preto:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Nov 11 2009, 07:11 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Comentários importantíssimos sobre a pintura dos olhos:

Os olhos da mini são, na minha opinião, a parte mais importante de toda a pintura. São eles que dão toda a expressão da peça, e todo o seu realismo - quando bem feitos. Uma mini com a pintura perfeita, mas com os olhos malfeitos, fica inteiramente ruim. Esse é o poder do efeito da pintura dos olhos: aprovar ou estragar toda a miniatura.

Recomendo observar fotos dos olhos, para entendê-los melhor antes de pintar, se for o caso. Você verá que um olho não é apenas "uma bola branca com um ponto preto no meio". A posição das pupilas tem que ser algo muito coerente. Senão a figura pode ficar "vesga", ou ficar com uma expressão totalmente incoerente com o que a figura está fazendo. Em ambos os casos, a mini fica muito estúpida. Notem que os olhos de Haldir estão precisamente direcionados para onde ele está apontando o arco. Geralmente, os olhos da figura estão apontados para sua frente. Exceções existem, como por exemplo um capitão que corre para a frente com o braço erguido, e olha para trás, inflamando suas tropas. Mas a única coisa que os olhos não podem ser é aleatórios.

A respeito das cores, existe liberdade na escolha. Nesse caso do Haldir, eu preferi fazer a base de marrom escuro, porque eu pintei a pele partindo do marrom escuro. Se eu estivesse pintando uma pele mais clara, partiria de um tom mais claro, e se eu estivesse pintando uma pele negra, poderia usar uma base com tinta preta. Os efeitos são variados. Por exemplo, pintar olhos com base em preto e pele branca dá uma expressão mais oriental aos olhos, servindo muito bem para Haradrim, Easterlings e Khandismen.

A cor do globo também pode variar. Para humanos, o mais comum é o branco, mas para unidades da Escuridão, pode ser amarelo. Eu pinto os olhos de trolls e orcs com base de vinho (vermelho escuro) e globo ocular amarelo. Fica bem "do mal". Naturalmente, a cor da pupila também pode mudar, desde que seja escura. Já pintei pupilas de preto, marrom, azul, cinza, verde e até vermelho (orcs). Fica legal, e dá uma certa variedade aos seus soldados, que têm todos a mesma roupa. Outra medida conhecida para dar mais naturalidade aos exércitos é pintar cabelos de cores diferentes, quando a cultura em questão permite.

Bom, sobre os olhos é isso.
Lembrem-se que este espaço é sempre aberto a qualquer pergunta sobre o tema.
A miniatura está quase pronta. No próximo passo, abordarei a pintura dos detalhes finais e a base.

Valeu
cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Madia
Posted: Nov 11 2009, 09:42 PM


Elfo Vanyar


Group: Members
Posts: 427
Member No.: 208
Joined: 2-April 07



novamente... sem palavras... muito bom o tuto!

Parabéns! O hobby e eu agradecemos!


--------------------
...quanto mais eu envelheço, mais eu quero ser um hobbit...
Top
caco
Posted: Nov 27 2009, 09:52 PM


Loremaster


Group: Members
Posts: 232
Member No.: 425
Joined: 16-August 09



to pintando o meu haldir e quando eu terminar ( to dividindo meu tempo livre entre pintar meus elfos meus dunedains e meus space wolves alem é clara de uma ou outra mini esporadica)

seguindo teu tutorial com alguma coisa minha e quando terminar eu posto aqui! biggrin.gif
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Dec 6 2009, 01:57 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Continuando...

11. Detalhes finais

Bem, a miniatura está praticamente pronta. Só faltam os detalhes finais, pequenos mas que fazetm toda a diferença.

Primeiramente, existe uma certa quantidade de partes em couro, como as botas e correias. Essas partes de couro eu pintei de acordo com o mesmo esquema que citei um pouco acima - uma sequência de wet-highlights de tons progressivos de marrom.

As luvas foram pintadas com uma base de preto e highlights de marrom. Eu deixei as luvas mais escuras do que as outras partes de couro propositalmente. Notem que eu as fiz como luvas de arqueiro, que protegem apenas os dedos que entram em contato com a corda do arco.

Os detalhes metálicos, como fivelas, eu fiz direto com tinta metálica, sem maiores trabalhos. Por serem detalhes bem finos, não há necessidade de maiores efeitos. Na foto abaixo, dá pra ver um apanhado geral da peça, com os detalhes pintados.

Geral:
user posted image

Agora, sobre a aljava e as flechas. Pintei a aljava de preto, fazendo wet-highlights bem localizados, em tons de cinza, para dar a impressão de que a peça fosse feita de couro preto, ou revestida de algum tecido preto que apresentasse brilho ocasional, em algumas partes apenas. Os detalhes da aljava são pintados em dourado, diretamente. Aliás, pintei a bainha da espada da mesma maneira.

As flechas eu pintei uma a uma. É como pintar os cabelos. Primeiro pintei os fustes das flechas, com base em Marrom e highlight em Marrom Dourado. As penas foram pintadas com uma camada de base na cor Mushroom, depois highlights com as cores Amarelo Palha e Marfim, em pequenas pinceladas, com a intenção de simular o padrão das penas das flechas. A foto a seguir mostra a aljava melhor.

Aljava e flechas:
user posted image

Neste ponto eu achei que a armadura precisava de mais iluminação localizada, para dar uma melhor profundidade. Repeti então a técnica já citada, e fiz highlights de Branco nos pontos em que queria iluminar.

Highlights de Branco na armadura:
user posted image

Depois cobri os highlights com Ouro puro, que acabou ficando mais claro depois de seco, por causa da camada de branco por baixo (essa é uma jogada com aquele lance da opacidade das tintas).

Highlight de Ouro:
user posted image



--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Dec 6 2009, 02:07 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



12. Base

A miniatura está pintada, e 95% pronta. Ela precisa de uma base, pois então.

Como citei logo no início do passo-a-passo, eu corto aquela haste metálica (ou plástica) que prende as minis pelos pés - e que serve para prendê-las na base - para facilitar o processo de pintura. Então, a primeira coisa que eu faço é selar a abetura da base, colando um pedaço de papel cartão.

Selando a base:
user posted image

Em seguida eu aplico a boa e vela cola e areia. Passo cola PVA (cola branca), bem espalhada, e jogo um monte de areia sobre a base com cola. Eu uso areia comum, fina e bem peneirada. Eu deixo um montinho de areia sobre a base por um tempo, assim a cola retrai e absorve a areia deixando uma textura de solo mais natural.

Cola + areia fina:
user posted image

Depois de bem seca, eu pinto a base de Dark Chocolate.

Base de Dark Chocolate:
user posted image

Depois aplico drybrushes de Marrom.

Dybrush de Marrom:
user posted image

Em seguida, aplico um drybrush de Marrom Claro, e posteriormente outro de Mushroom.

Drybrush de Marrom Claro:
user posted image

Drybrush de Mushrrom:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Dec 6 2009, 02:18 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Antes de pintar a grama eu pinto a lateral da base. Eu, particularmente, tenho um sistema de cores para identificar as unidades de cada raça através da cor. Por exemplo: as bases dos uruk-hais são pretas, dos anões são vermelhas, dos hobbits verde escuro, dos homens de Gondor cinza, dos Rohirrim marrons e dos elfos azuis. Nos heróis e capitães eu faço inscrições na base.

Lateral da base em azul:
user posted image

Nos heróis da luz eu escrevo alguma coisa em élfico, enquanto nas dos heróis da escuridão eu apenas faço o símbolo daquela raça (ex.: a mão branca de Saruman na base de um capitão Uruk). Os escritos em élficos são geralmente títulos, tais como: Haldir, capitão dos elfos de Lórien e defensor da dama Galadriel. Sei lá, coisas do gênero.

Texto em Tengwar, em Marfim:
user posted image

Highlight do texto em Branco:
user posted image

Pintei a lateral em duas camadas de Azul, com tons de azul mais claros em wet-highlight da metade da lateral da base acima. Os escritos foram feitos primeiro com a cor Marfim, e depois um highlight em Branco.

A "grama" em questão é feita de serragem colorida, utilizada na confecção de maquetes em geral. Segue o mesmo princípio da pintura, o de ir sobrepondo tons para chegar a um resultado verossimilhante. Primeiro eu colo a grama mais escura.

Grama escura:
user posted image

Depois (depois de seco) eu colo a outra camada, de grama mais clara. Nesse caso eu usei apenas duas camadas, mas em cenários é interessante usar mais camadas diferentes, para gerar uma sensação de vegetação real. A grama mais clara é como um highlight: vai em uma área menor, sobre a grama escura.

Grama clara:
user posted image

Por último, colo um pouco de Static Grass, em alguns pontos da base, para dar um toque final. Fica bem legal.

Static Grass:
user posted image


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Dec 6 2009, 02:22 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



13. Conclusão

Depois de tudo isso pronto, eu colo a miniatura na base e dou duas demãos de verniz fosco - esperando uma secar antes de aplicar a outra. Abaixo seguem as fotos da mini pronta.

user posted image

user posted image

user posted image

user posted image

user posted image

Foi nesse estágio que eu fotografei a miniatura para inscrevê-la no último concurso de pintura do fórum. Mas olhem bem, não está faltando alguma coisa não?

Eu simplesmente acho ridículo um arqueiro (ainda mais em posição de tiro) sem ter uma corda no arco. Não é tão difiícil de fazer, e fica muito mais legal.


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Dec 6 2009, 03:01 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



Para finalizar a miniatura, é preciso fazer a flecha. Isso é algo que muitos já me perguntaram, então vamos ver se eu consigo explicar bem.

Eu uso cordas de guitarra para fazer as flechas - as velhas, que eu retiro da minha guitarra quando troco de cordas. Especificamente, as das cordas graves Ré e Lá, porque elas são cordas com núcleo maciço e revestidas por bobina - o que eu uso é o núcleo maciço. Uso esse material porque a corda é bem reta, difícil de entortar. Já os arames finos ficam todos tortos, muito ruins. Já usei também alfinetes para fazer flechas; ficaram bons, especialmente para setas de besta, que são mais robustas.

Primeiro, o que faço é dar um primer de spray preto, porque senão a tinta siplesmente não adere à corda de aço.

Primer de spray preto:
user posted image

O lance agora é como fazer as penas. Primeiramente, eu pinto o fuste da flecha. Nesse caso eu pintei de Marrom Claro. Depois da tinta bem seca, eu corto pequenos pedaços de papel cartão em forma de triângulos agudos. Passo cola (super bonder) na ponta desses pedaços de papel e, com uma pinça, colo os triângulos na corda de aço (já pintada).

Colagem das penas:
user posted image

É meio chato de colar isso; tem que ficar segurando um pouco o papel no lugar. Mas o que facilita muito é que o papel cortado é maior do que seu tamanho final, o que permite segurar o papel com uma pinça tranquilamente. Depois, é só cortar, com uma tesoura de ponta fina, o excedente das penas; e depois pintá-las da mesma maneira com que as penas das flechas na aljava foram pintadas.

Para fazer a ponta da flehca, eu dou uma afiada num palito de dente e corto uma pontinha, que cuidadosamente colo na ponta da flecha, e depois pinto de prata.

Antes de colar a flecha na mini, é preciso colar a corda. Eu usei uma linha de costura bem fina (aquela que se usa em máquina de costura), na cor marrom (nesse caso; para outros casos eu uso linha preta também). Eu colo primeiro em uma extremidade do arco, depois faço um pequeno ponto de cola na mão que segura a corda e depois na outra extremidade do arco.

O importante é esperar secar um ponto de cola antes de ir colar o próximo, senão a coisa descola por completo. E isso precisa ser feito depois que a mini e a base estão envernizadas. Caso contrário o verniz produz uma série de fiapos na linha, que ficam horríveis.

Quando a corda já está colada, eu colo a flecha, com dois pontos de colagem: um na mão que puxa a corda e outro no arco, onde a flecha encosta. Reparem que, para essa miniatura, o alinhamento correto dessa flecha só foi possível porque lá no início, antes mesmo do primer spray, eu destaquei o arco da capa e alinhei o braço para uma posição de tiro coerente. Ou seja, isso foi planejado desde o início.


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Fëarnândôr Beleghîn
Posted: Dec 6 2009, 03:08 PM


Eru Illuvatar


Group: Members
Posts: 1.994
Member No.: 79
Joined: 5-January 06



14. Miniatura terminada

Agora sim a miniatura está pronta!

Segue abaixo algumas fotos da peça terminada:

user posted image

user posted image

user posted image

user posted image

(notem o alinhamento dos braços e da flecha para permitir uma posição de tiro verossímil; e como os olhos de Haldir estão realmente direcionados em seu alvo)
user posted image

user posted image

Realmente, é incomparável o efeito de uma miniatura pintada e devidamente equipada com corda e flecha, em uma posição coerente com a ação que a figura está praticando. Fica muito legal. Só não postei a miniatura assim, concluída, no concurso de pintura porque estava expressamente proibido qualquer tipo de conversão.

Bom, e com isso eu concluo esse passo-a-passo, que faz as vezes de tutorial de pintura. É o material que eu estava devendo para o fórum, e contém basicamente tudo o que eu sei de pintura de miniaturas até o presente momento. Espero que possa ser útil à comunidade do wargame nacional.

E fica o espaço para críticas, feedback, perguntas e discussão sobre os métodos e técnicas de pinturas aqui apresentados. Terei muito prazer em conversar aqui sobre esse assunto.

Valeu galera!
cool.gif


--------------------
"Quem manda não é quem fala. É quem escreve o discurso."
Top
Lt. Markus
Posted: Jan 14 2011, 03:53 PM


Elfo Cinzento


Group: Members
Posts: 249
Member No.: 142
Joined: 19-October 06



A reply q tardou mais nao faltou.

Simplismente fantástico.


--------------------
user posted image

"The age of mans is over!
The time of orcs has come!"

Gothmog - Return of the king
Top
0 User(s) are reading this topic (0 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:
« Next Oldest | Pinturas | Next Newest »
zIFBoards - Free Forum Hosting
Free Forums with no limits on posts or members.
Learn More · Register Now

Topic Options



Hosted for free by zIFBoards* (Terms of Use: Updated 2/10/2010) | Powered by Invision Power Board v1.3 Final © 2003 IPS, Inc.
Page creation time: 0.0664 seconds · Archive